terça-feira, novembro 30, 2021
Início Notícias Cartilha do TCU orienta sobre elaboração de planilhas orçamentárias de obras públicas
Woman working with data on the laptop

Cartilha do TCU orienta sobre elaboração de planilhas orçamentárias de obras públicas

0
218

O Tribunal de Contas da União lançou nesta semana a cartilha “Orientações para Elaboração de Planilhas Orçamentárias de Obras Públicas”. O documento apresenta as principais disposições legais e a jurisprudência do TCU sobre o orçamento de referência para a licitação de obras públicas.

A cartilha apresenta de forma didática os passos a serem seguidos pelos gestores públicos para calcular o preço final de uma obra. Dividido em três grandes etapas, o processo de orçamentação é mostrado em detalhes no levantamento e quantificação dos serviços; na avaliação dos custos unitários e na definição da taxa de BDI; e formação do preço de venda.

No material são dadas orientações sobre a correta utilização dos sistemas referenciais de custos da Administração Pública federal, em especial do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinapi), estimativa de custos de serviços de engenharia consultiva e elaboração de planilhas para celebração de termos de aditamento contratual. 

O leitor encontrará ainda as inovações e os impactos trazidos pelo Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC) no processo de formação de preços de obras e serviços de engenharia.

Para baixar o material, basta acessar este link.

Aprofunde os seus conhecimentos sobre contratação de obras e serviços de engenharia

Participe do curso online “Obras e Serviços de Engenharia: Licitação, Contratação, Fiscalização e Utilização com Base na Nova Lei de Licitações”, com o professor Cláudio Sarian, entre os dias 8 e 11 de novembro.

Voltado para a prática, o curso visa responder a questões comuns no dia a dia dos profissionais da área, como: quais os principais problemas que impedem que as Obras Públicas sejam licitadas, contratadas e efetivamente concluídas nos parâmetros previstos de qualidade, prazo e custo? Quais as boas práticas e providências administrativas existentes para solucionar esses problemas?

Saiba mais informações neste link

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui